Analyses & Etudes

Pandemia faz disparar a venda de hotéis em Portugal

O sector do turismo tem sido um dos mais afectados com a pandemia. As consequências na hotelaria têm sido devastadoras e com isso, a oferta de hotéis à venda subiu 4% desde Março, encontrando-se mais de 160 unidades para venda, revela um estudo do idealista.

Neste relatório, verifica-se que a região centro lidera subida, com 15%, com 53 unidades em Outubro, o que representa um aumento de 15% face ao número de hotéis anunciados em Março (46). Seguem-se, por esta ordem, a região Norte e o Algarve, com 37 e 29 hotéis anunciados para venda, respetivamente, no final de Outubro.

Já a Madeira viu disparar o número de hotéis à venda com aumento de 100%: Cinco estabelecimentos em Março e dez em Outubro. Em sentido inverso encontram-se a região Norte e Lisboa, onde há agora menos hotéis à venda: 37 e 17, o que representa uma diminuição de 21% e 19%, respetivamente.

É nos Açores, no entanto, que há menos hotéis disponíveis para serem transacionados. Apenas quatro em Outubro. Seis meses antes, em Março, eram três, o que corresponde a um aumento de 33%.

Por distrito, é possível constatar que é em Faro, no Algarve, que há mais hotéis anunciados para venda: 29, em concreto, no final de Outubro. O top cinco é composto, por esta ordem, por Porto (20), Lisboa (17), Leiria (15) e Viseu (12).

Em Portugal continental, apenas no distrito de Castelo Branco não havia, em outubro, uma unidade hoteleira anunciada para venda. Em Beja estava apenas uma no mercado e em Viana do Castelo, Guarda e Portalegre eram duas. 

Os hotéis mais caros para venda em Portugal anunciados no idealista – todos custam mais de dez milhões de euros – encontram-se sobretudo no Algarve e em Lisboa. A liderar a lista está um empreendimento turístico de quatro estrelas localizado na zona da Praia da Oura, em Albufeira (Faro), que está no mercado por nada mais nada menos que 36 milhões de euros.

Segue-se no ranking outro hotel localizado em Albufeira, neste caso na zona de Olhos de Água, por mais de 20 milhões de euros pelo ativo imobiliário. A completar o pódio está um estabelecimento de quatro estrelas que se encontra em Lamego. Quanto custa? O proprietário está a pedir 14.000.000 euros. 

Em Lisboa e no Porto também há hotéis disponíveis no mercado com um ‘asking price’ superior a dez milhões de euros. No caso da capital, trata-se de uma unidade localizada na Praça de Espanha que está avaliada em 12.500.000 euros. Já na Invicta há um estabelecimento anunciado para venda a integrar o top dez da lista dos mais caros: uma unidade de quatro estrelas situada em Vila Nova de Gaia que está a ser negociada por 14 milhões de euros.


Fonte: Diário Imobiliário | 2020-12-15 

Portugal News | Aicep Portugal Global

PLUS D'ACTUALITÉS

Partager cette page Partager sur FacebookPartager sur TwitterPartager sur Linkedin